Login

Nespresso diz que Reciclar é Alimentar e implementa serviço para profissionais

Isto não é o fim
 
A propósito da comemoração do Dia Mundial da Reciclagem, a 17 de maio, a Nespresso apresenta as suas estratégias de reciclagem. Uma delas é a aposta nas borras de café para a criação de um composto fertilizante para arroz.
 
Além de querer aumentar as suas ações de sensibilização junto dos consumidores para a importância importante da reciclagem, a Nespresso quer diminuir a pegada ecológica e aumentar a sua ação social.
 
O composto, criado a partir do café das cápsulas usadas, vai servir como fertilizante para aumentar o crescimento de arroz que, por seu turno, é doado ao Banco Alimentar contra a Fome. Até à data, segundo Anna Lenza, market director da Nespresso Portugal, a Nespresso já entregou à volta de oito milhões de refeições a quem mais necessita.
 
No evento que a Nespresso que organizou no Centro de Exposições da Fundação Champalimaud, a 16 de maio, para falar sobre o seu programa de reciclagem, marcou também presença Isabel Jonet, Presidente do Banco Alimentar, que já tem uma parceria prolongada com a marca de café.
 
Anna Lenz Catarina Furtado e Isabel Jonet
 
Para Isabel Jonet, “este gesto da Nespresso em querer reciclar e a possibilidade de transformar as borras do café em produtos, e distribuir a pessoas que não têm, é fantástico por aquilo que permite fazer. Esta opção de fazer arroz foi também uma opção boa. Em Portugal, o produto que é privilegiado é o arroz, não é a massa nem a batata.
 
Quase todas as famílias comem arroz, e as famílias mais carenciadas, quando recebem um pacote de uma marca como a Nespresso sentem-se duplamente felizardas. Tem a ver com algo que representa felicidade e acesso ao produto que não se pode ter, mas que se ambiciona ter. O fato de receberem este arroz da marca Nespresso não só permite que estas pessoas se alimentem, mas que também possam sonhar”.
 
O alumínio com que são feitos os invólucros das cápsulas também não foi esquecido. O alumínio é convertido em liga que poderá ser utilizado em outros produtos.
 
Em 2018, a Nespresso concebeu uma máquina fotográfica Pinhole 100% analógica – a Ecocamera – produzida em Portugal com alumínio obtido totalmente a partir as cápsulas de café. A máquina vai ser distribuída como agradecimento às pessoas que mais contribuírem para a reciclagem das cápsulas de café da Nespresso.
 
Serviço de reciclagem para clientes profissionais
 
Um dos grandes objetivos da Nespresso é tornar a reciclagem mais fácil para os clientes e garantir que cada cliente pode entregar as suas cápsulas usadas, nos mesmos moldes em que compra, sem esforço adicional. No eixo ‘Facilitar a reciclagem, a Nespresso tem implementado um conjunto de iniciativas que visam facilitar e maximizar a recolha de cápsulas usadas junto dos consumidores e clientes profissionais.
 
Para alavancar os objetivos de reciclagem, a Nespresso acabou de implementar um serviço de reciclagem para os clientes profissionais, com soluções desenhadas à medida de cada negócio - escritórios, hotéis ou restaurantes - e de acordo com as suas necessidades e dimensão.
 
Para os consumidores, a marca disponibiliza mais de 200 pontos para reciclagem espalhados pelo país, incluindo as 22 Boutiques Nespresso e os muitos Pontos de Venda Parceiros, onde os clientes podem entregar as suas cápsulas usadas para reciclagem, além do Recycling@home, lançado em 2016, que permite recolher as cápsulas usadas com maior conveniência e comodidade, no momento da entrega de nova encomenda, sem custos adicionais.