Login

Vindima 2016 vai ser de qualidade, diz a RVV

Vindima 2016 deve ser de qualidadeA Região dos Vinhos Verdes prevê que a colheita deste ano, que deve acontecer entre os meses de setembro e outubro, seja de ótima qualidade, contrariando as expetativas.  Apesar do aumento de qualidade, o Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) antevê uma menor quantidade de uvas tintas entre 7 a 10% e nas uvas brancas entre 12 a 15%, comparativamente aos anos anteriores.

As temperaturas amenas e a fraca precipitação no inverno, com uma primavera chuvosa e com temperaturas inferiores à média dos últimos anos, poderão reduzir a quantidade da uva, dependendo da casta, da data da poda e do microclima local.
 
Para o enólogo António Cerdeira, “dada a existência, na Região dos Vinhos Verdes, de uma área significativa de vinha nova na meia encosta – e, como tal, mais suscetível a uma situação de carência hídrica, perante as atuais condições de temperatura elevada e de baixos teores de humidade atmosférica -, poderá, nesta colheita, verificar-se uma diminuição no rendimento do mosto, o que, na verdade, pode revelar-se muito positivo quanto à qualidade da uva”.
 
“Independentemente do rendimento do mosto que possa ser obtido na vindima, pois tudo dependerá das condições climáticas dos meses de Agosto e Setembro, estimamos uma redução da produção global na ordem dos 10%, mas estamos expectantes quanto à excelente qualidade da colheita deste ano, que deverá ser superior aos outros anos”, refere Manuel Pinheiro, presidente da CVRVV.
 
Na anterior vindima, a Região de Vinhos Verdes foi responsável pela produção de 87 milhões de litros, ocupando o segundo lugar no consumo interno e liderando a exportação para 107 países.